Malaquita: Uso e Propriedades Mágicas

Malaquita

Nome vulgar: Malaku (do grego "malva")

Energias: Energia receptora

  • Essas pedras são reconfortantes e acabam com as tensões; relacionam-se ao amor, sabedoria, compaixão, eloquência, sono, sonhos, amizade, crescimento, fertilidade, espiritualidade, sensitividade e misticismo.

Planeta: Vênus

  • As pedras venusianas são úteis nos rituais que promovem amor, fidelidade, reconciliação, intercâmbio, beleza, juventude, alegria, felicidade, prazer, sorte, amizade, compaixão, meditação, e em rituais que envolvam mulheres.
  • Cor da vela: verde.

Elemento: Terra

  • As pedras relacionadas a esse elemento são úteis para desenvolver paz, centramento, alinhamento de energias, fertilidade, dinheiro, sucesso nos negócios, jardinagem e agricultura.
  • As velas usadas em conjunto com essas pedras devem ser verdes.

Erva associada: malva

Poderes: poder, proteção, amor, paz, sucesso nos negócios

Chakra: terceiro (solar), quarto (cardíaco).

Cor: varia do verde claro ao verde escuro e geralmente sua aparência é matizada.

Composição: basicamente o cobre.

  • Fortalece os nervos.
  • Bom para espasmos.
  • Necessário para a absorção e utilização do ferro.
  • Participa na formação dos glóbulos vermelhos do sangue.

Signo: Aquário, Câncer, Escorpião, Sagitário, Capricórnio

 

História e características:

  • Uma das suas principais qualidades é a de relaxar e diminuir a dor.
  • Uma peça de malaquita é usada para detectar um perigo iminente.
  • As lendas dizem que essa pedra, em comum com muitas outras, se quebra em pedaços para avisar seu usuário de um perigo iminente.
  • Origem: Austrália, Chile, Estados Unidos, Israel, Namíbia, Rússia, Zaire, Zimbábue.
  • Os gregos associavam a malaquita a Afrodite e consideravam-na dotada de grandes poderes; os romanos relacionavam-na também a Juno e usavam-na contra o mau olhado, em pedras cortadas em formato triangular.
  • A crença na proteção contra influências negativas destacava seu uso junto a crianças. Na Idade Média, as propriedades anteriores da pedra foram acrescidas de outras ligadas a problemas orgânicos: ela atuava contra problemas do estômago, dores de dentição, reumatismo, estancava hemorragias e anestesiava feridas
  • Chineses do século 12 apregoavam seu uso no combate a diarreias e resfriados.
  • Muito sensível, com grande capacidade de absorção, carrega-se facilmente com energias negativas, sendo, por isso, necessária a sua constante limpeza e energização (é favorável deixa-la próxima a um agregado de quartzo branco).
  • Atributos Modernos: Pedra considerada excepcional sob o ângulo da purificação e da cura, é aplicável em todo o corpo, absorvendo energias negativas e reequilibrando o organismo. Mais especificamente, combate problemas oculares, asma, intoxicações, distúrbios menstruais, envenenamentos, efeitos nocivos da radiação, reumatismo.

 

Função Energética e Mágica:

  • Absorve energia negativa
  • Ajuda a falar a verdade
  • Ajuda no funcionamento do pâncreas e do baço.
  • Associada a justiça
  • Atrai dinheiro, riqueza, prosperidade, bens
  • Auxilia a regeneração dos tecidos.
  • Auxilia na jardinagem
  • Dá responsabilidade, equilíbrio emocional e visão interior.
  • Desperta as qualidades de cura.
  • Diminui a dor da saudade e dá esperança.
  • Estimula a paz
  • Estimula o amor
  • Fortalece o coração, o sistema circulatório e hipófise.
  • Libera a pressão do diafragma e restaura a profunda e plena respiração.
  • Possui poder mágico
  • Promove o ancoramento, autorrespeito e autovalor.
  • Promove sucesso nos negócios
  • Proporciona e crescimento pela criatividade e mudança.
  • Reduz estresse e tensões.
  • Relaxa o sistema nervoso e acalma as emoções tempestuosas
  • Representa as árvores, ervas, plantas, raízes, terra, daí a sua força curadora.
  • Revela nossos medos mais profundos sobre mudança e crescimento.
  • Traz à tona aquilo que envenena e corrói a alma.
  • Usada em magia de proteção

 

Uso e Indicações:

  • A malaquita abre a terceira visão e também ajuda a reter as lembranças de nossas viagens astrais.
  • A malaquita é também a guardiã dos viajantes e diz que é muito poderosa para evitar quedas.
  • Antigamente, achava-se que era mais eficiente se gravada com a figura de um sol radiante.
  • Ao expor a desarmonia interior, fortalece o sentimento de que é necessário mudar para crescer evolutivamente.
  • Aplicada sobre áreas doentes ou doloridas pode extrair energia e trazer à tona as causas psicoemocionais que provocam o mal-estar.
  • Auxilia o tratamento da asma, dos problemas dentários e do reumatismo.
  • Como a malaquita e o jade, a pedra-da-lua é associada à jardinagem. Use-a ao plantar, regar ou enterre uma pedra pequena, visualizando seu jardim fervilhando de fertilidade. Para que uma árvore dê muitos frutos, amarre uma pedra-da-lua num dos galhos.
  • Contas ou pingentes de malaquita são usados para defender da negatividade e de perigos físicos.
  • Dissolve o stress e aumenta a expressão pessoal.
  • É tida como o espelho da alma. Revela nossos medos mais profundos sobre
  • É uma das pedras mais antigas que se tem conhecimento.
  • Ela promove a tranquilidade e garante o sono se for levada para a cama.
  • Embora ela atue em qualquer parte do corpo, sua principal área de atuação é junto ao plexo solar, para desbloquear emoções reprimidas. Nesse local ela vai liberar a tensão, melhorando consequentemente, a respiração, o que permitirá que haja um maior equilíbrio de energia circulante no corpo.
  • Embora seja uma pedra de um azul esverdeado tranquilo, é usada em magia protetora, principalmente a que envolve crianças.
  • Embora tenha grande poder de energia, a malaquita não deve ser usada isoladamente, pois não tem o poder de descristalizar o que puxa para si, como as mágoas acumuladas , por exemplo.
  • Essa bela pedra verde com bandas de vários tons há muito tem sido empregada para fornecer energia extra durante rituais mágicos.
  • Está relacionado ao poder, amor, prosperidade, generosidade e paz.
  • Estimula o nervo ótico e ativa a visão (em todos os níveis).
  • Fitar ou segurar uma malaquita na mão receptora relaxa o sistema nervoso e acalma as emoções tempestuosas.
  • Incruste-a numa peça de cobre com a estampa do símbolo do planeta Vênus, um círculo sobre uma cruz de braços iguais. Atrás da pedra, acenda uma vela verde e deixe-a queimar por quinze minutos por dia enquanto você se visualiza num relacionamento amoroso.
  • mudança e crescimento. Pode ser aplicada sobre qualquer chacra ou parte do corpo, pois trata se de uma pedra curativa para todos os fins, mas funciona melhor sobre o plexo solar. Quando colocada neste, libera a tensão do diafragma e restaura a respiração profunda e plena. Assim, equilibra a energia entre o centro do coração e o chacra umbilical.
  • Muitas vezes ela é encontrada associada à azurita ou à crisocola.
  • O verde espiralado reproduz as formas das diversas energias sendo absorvidas pelos chacras, por isso esta é uma pedra de grande poder energizador.
  • Os antigos egípcios consideravam-na uma pedra sagrada.
  • Os cristais de quartzo branco complementam o seu trabalho, agindo como descristalizador.
  • Para incrementar sua capacidade de enviar poder ao seu objetivo use, segure ou ponha malaquita no seu altar.
  • Pequenos pedaços de malaquita colocados em cada esquina do prédio comercial, ou um pedacinho dentro da caixa registradora, atrai os clientes.
  • Protege de radiação.
  • Reequilibra e dinamiza as mentes agitadas e confusas. Facilita a emergência e tratamento dos problemas interiores que, somatizados, provocam doenças.
  • Segurar na mão, dispersa a depressão.
  • Sua capacidade absorve facilmente energias negativas e este é o segredo de seu excepcional poder e de sua eficácia na experiência da meditação, facilitando a concentração.
  • Sua cor verde profundo é reconfortante.
  • Suas qualidades de absorção exigem cuidados especiais na limpeza, que deve ser feita logo após o uso (recomenda-se colocá-la sobre um agregado de quartzo por no mínimo três horas).
  • Trata-se de uma pedra que absorve a energia negativa e traz à tona suas causas psíquicas e emocionais. Por esse motivo é muito importante limpá-la após cada uso. Isto pode ser feito colocando-a sobre um agregado de quartzo por, no mínimo, três horas ou através do processo tradicional.
  • Usada nas reuniões de negócios, ou em exposições, amplia sua capacidade de obter bons acordos e vendas. É a pedra do vendedor.
  • Usada sobre o chacra solar, desfaz a tensão do diafragma e restabelece a respiração plena, permitindo que as energias fluam entre os chacras superiores e inferiores.

 

Propriedades Medicinais:

  • Combate à asma, cólera, cólicas, espasmos cardíacos, desordens menstruais, envenenamento, intoxicação, reumatismos, ferimentos, radiação, dor de dente, autismo, câncer, catarata, doenças infantis, má circulação, câimbras, epilepsia, fraqueza, desmaios, flacidez, hemorragia, hérnia, infecções, leucemia, deficiência de nutrientes, dor, úlceras, pedra nos rins, problemas nos olhos, visão fraca, edemas, insônia, estresse e a ansiedade.
  • Favorece o baço, diafragma, pâncreas, estômago, abdômen, a lactação, a regeneração dos tecidos, a coordenação motora, a prevenção contra a gravidez e o equilíbrio entre os hemisférios do cérebro.

 

Abraços e até a próxima,

Isabel Stumpf Mitchell - Tarô Terapêutico, Numerologia, Ervas, Benzimento e Terapias Integrativas.

(51) 99925.0421  |  isabel@isabelmitchell.com.br

 


Referências:

  • AMARAL, Aylton do. Apostila de Cristais. Disponível em: <www.ayltondoamaral.com>. Acesso em 19 out 2019.
  • BROWN, Denise Wichello. O poder dos cristais. Editorial Estampa, 2002.
  • CUNNINGHAM, Scott. Enciclopédia de Cristais, Pedras Preciosas e Metais. Llewellyn Publications, 3º Edição, 2005.
  • LUZ DE CRISTAL. Apostila, Tudo Sobre Cristais. Disponível em: <www.luzdecristal.com>. Acesso em 19 out 2019.
  • SOUZA, Edgar Stefani Rodrigues Martins de. O Livro dos Cristais Etéricos Quânticos. 1° Edição/2012. PDF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

five × one =