Baba Yaga, a lenda da Velha Bruxa

Baba Yaga

De acordo FAUR (2020, p. 48),  no dia 21/01, é  celebrado como o dia  da deusa anciã Baba Yaga ou Jedza, nos países eslavos.

 

Lenda Russa

A lenda russa, conta a história de Vasilisa, muito parecida com o início da Cinderela, da Disney. Sobre a garotinha que o pai  viúvo, se casa novamente e sua madrasta tem duas filhas, são cruéis com a menina. Ela acaba indo para a floresta e lá, Vasilisa irá se encontrar com Baba Yaga.

 

Arquétipo da Baba Yaga

Ela geralmente é representada por uma mulher, velha, de cabelos desgrenhados e com pés e bico de ave, sempre acompanhada de uma serpente. Na lenda, ela construía sua casa com ossadas de mortos e sua casa tinha pés de galinha. e voava dentro de seu caldeirão ou em seu pilão, tendo o socador como remo.

Seu arquétipo representa a velha anciã, trazendo a ideia da morte e reencarnação, sendo a serpente, símbolo da transmutação da Lua Negra.

Conforme PRIETO (2018, 94-98), Baba Yaga é uma Deusa ou a Velha Anciã Selvagem, que guardava as águas da vida e da morte e que representa a Deusa Negra. É geralmente retratada como uma mulher velha, corcunda e com um longo nariz, que vive no mato, em uma cabana com pernas, em formato de pés de galinha. Existem diferentes versões da Deusa na cultura russa, desde a bruxa super malvada e cruel a velhinha querida e amável.

Sua dualidade, entre boa e cruel, nos traz a dualidade dentro de cada um de nós. E é muito verdadeira, reagindo conforme a pessoa que está com ela, ou seja, se você for gentil e honesta com ela, ela poderá lhe conceder desejos. Porém, se você for falso, injusto, ela lhe parecerá cruel, e poderá lhe devorar, lhe deixando em apenas ossos, para que você encare sua verdadeira essência, sem máscaras e ilusões.

 

Convite" para Olhar para Nossas Sombras

Desta forma, ela é o aspecto que nos obriga a olhar para nossas sombras, e encararmos a verdade.

Pessoalmente, eu gosto MUITO desta Deusa, Anciã, Bruxa Baba Yaga. Tenho um carinho muito especial pela minha Mestra Baba Yaga e, geralmente, se dou uma gargalhada mais forte em uma Consulta de Tarot, podem ter certeza de que será ela querendo que olhemos, de forma mais real e verdadeira, para alguma aspecto em questão.

 

Abraços e até a próxima,

Isabel Stumpf Mitchell - Tarô Terapêutico, Numerologia, Ervas, Benzimento e Terapias Integrativas.

(51) 99925.0421 - WhatsApp e  Telegram / isabel@isabelmitchell.com.br

 


Referências:

  • FAUR, Mirella. O Anuário da Grande Mãe. 3º edição. São Paulo, Editora: Alfabeto, 2020.
  • PRIETO, Claudiney. Oráculo da Grande Mãe. 2º edição. São Paulo, Editora: Alfabeto, 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

four × 2 =