Banho de Ervas com Marcela para Quaresma

Quaresma

A Quaresma, em sua origem, é vinculada a um período de penitencia, e, com isso, se criou uma egrégora (é um campo energético ou espiritual, com um fim específico) em cima deste período, onde reúne momentos de sofrimento, culpabilização, punição e autopunição. E, apesar de muitas questões terem sido esclarecidas,  ainda há muitas pessoas que alimentam essa crença, fortalecendo a egrégora da Quaresma, que através de centenas de anos, foi crescendo em cima desses quarenta dias.

 

Marcela

Também se chama camomila-romana a esta planta, porque se cultivava em Roma, nos séculos XVI e XVII. Não consta, no entanto, que fosse conhecida pelos antigos Gregos ou Romanos. A pesar de as suas propriedades serem muito semelhantes às da verdadeira camomila, esta planta conservou a sua personalidade própria e o seu lugar na fitoterapia.

Propriedades e Indicações:

A essência da macela, ou camomila-romana, contém caznazuleno, de ação anti-inflamatória, diversos esteres e um princípio amargo de ação digestiva e carminativa (ajuda a expulsar os gases intestinais). Contém além disso cumarinas e ílavonóides de ação antiespasmódica. Possui também propriedades emenagogas (estimula e normaliza a menstruação) e anti-reumáticas (ROGER, p. 350).

 

Conforme PARACELSO (1976, p. 69):

MACELA (Anthemis nobilis) — Chamada macela-romana e também camomila. A parte que se utiliza são suas flores ou cabecinhas. Suas principais qualidades são tônicas, antiespasmódicas e anti-histéricas. Empregam-se nos cortes de digestão e nas cólicas espasmódicas e ventosas. Acalma o histerismo e a excitação das pessoas facilmente excitáveis.

Infusão:

  • Cabecinhas, 5 gramas,
  • 500 gramas de água.
  • Botânica oculta: Ligeiramente quente e úmida.
  • Planeta: Sol.
  • Signo do zodíaco: Libra.

E de acordo com Ott (2019):

A marcela pode ser utilizada para gerar uma aura de proteção durante este período, apaziguando os ânimos, como para proporcionar proteção e firmeza.

De acordo com Giani, naturopata e acupunturista:

O banho por si só é um ritual, pois deve ser considerado como uma hora em que estamos limpando o corpo e a alma. O corpo sutil também se beneficia com o sabão e o perfume, mas muitas vezes é preciso ir além. É necessário acreditarmos e colocarmos toda nossa força em bons pensamentos para obtermos bons resultados. Os banhos sempre vão nos ajudar a sentirmos mais leves.

 

Procedimento Banho de Ervas:

 

Conforme Ott (2019):

Materiais:

  • 3 colheres de marcela (ou um punhado) fresca ou seca
  • de 2 a 3 litros de água morna para quente - não ferver, para não queimar
  • Uma bacia

 

Procedimento:

  1. Se concentre e conecte-se com seus Mestres e Anjos, pedindo permissão para realizar este ritual/ banho/ magia
  2. Aqueça a água (sem deixar ferver)
  3. Coloque a macela, mais a água, na bacia e tampe
  4. Deixe de 15 min em imersão
  5. Leve-o para seu banho
  6. Após tomar seu banho normal/ higiênico, pegue o preparo – cuidado para estar morno, para não se queimar
  7. E então, da sua cabeça para baixo, despeje a água com as marcelas, pensando e vibrando com o intento deste banho
  8. Então se possível, se seque naturalmente, sem auxílio da toalha

 

Observações

  • Em caso de dúvidas, procure seu médico.

 

 

Abraços e até a próxima,

Isabel Mitchell - Tarô e Numerologia | www.isabelmitchell.com.br / (51) 99925.0421

 

 


Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

fifteen + 2 =